Seguro Viagem Tudo Sobre Seguro Viagem

Como contratar o seguro viagem

mulher em cadeira de praia segurando o celular pensando em como contratar o seguro viagem

Hoje em dia, contratar o seguro viagem é uma tarefa extremamente simples. A contratação se resume em entrar no site da operadora do seguro viagem, selecionar seu destino, idade, período de estadia e pronto. Basta contratar.

Obviamente, existem diversas peculiaridades dentre as operadoras do produto. Neste artigo, então, iremos ensinar passo a passo em como contratar o seguro viagem Vital Card. Bem como, falaremos bastante sobre o produto, porque você deve contratar, suas diversas coberturas e exclusões. O intuito disso tudo, é que após a leitura você se torne um craque no assunto.

Onde contratar o seguro viagem

                A primeira forma de contratar o seguro viagem é através do próprio site da operadora do produto. Mas não se preocupe, todo o processo é online e sem burocracia, como veremos abaixo.

A segunda forma é através de uma agência de viagens. Vai comprar o seu roteiro com eles? Portanto, aproveite e peça o seguro viagem. A grande vantagem de comprar através de uma agência é que eles podem ter condições especiais.

Outro jeito é contratar o seguro viagem fornecido pelo cartão de crédito. Mas não é todo mundo que pode ter acesso a eles. Além disso, podem haver diversas restrições quanto ao seu uso. Sendo assim, é de suma importância ler as condições gerais antes de contratar. Isto, na realidade, vale para qualquer produto.

Por fim, comparadores. Há diversos sites que comparam os produtos online. E é uma boa forma de se ter uma ideia geral dos disponíveis do mercado. Mas nem sempre eles terão o melhor preço. Portanto, pesquise antes de contratar.

Como contratar o seguro viagem Vital Card

Mulher na frente do notebook em sua casa pensando em como contratar o seguro viagem

Um dos grandes diferenciais do seguro viagem Vital Card é a facilidade com a qual você pode contratá-lo. Isso se deve ao fato que possuímos 5 planos. Todos esses planos contam com todas as coberturas e assistências, muda apenas os países de coberturas. Dessa forma, basta apenas você escolher o limite da cobertura básica, que é a de despesas médico-hospitalares (DMH, falaremos mais sobre abaixo).

Bem, os planos do Vital Card são:

Europa

Este plano, obviamente, cobrirá viagens aos países europeus. Já possui todas as coberturas certinhas para o Tratado de Schengen. Basta escolher o valor da cobertura de DMH, que pode ser de 30, 60 ou 120 mil euros.

EUA

O plano EUA, na realidade, serve para o mundo inteiro, exceto o Brasil. Já mencionado, possui todas as coberturas. Mas a diferença é que a moeda do plano é em dólar, não em euros. Podendo ser de 30, 60 ou 120 mil dólares.

Agora, fique atento! Por exemplo, digamos que você esteja viajando o mundo e passa tanto pelo EUA quanto para Europa. Os países do tratado de Schengen pedem uma cobertura DMH de, pelo menos, 30 mil euros ou equivalente em outra moeda. Portanto, se for seu caso, contrate a cobertura de 60 ou 120 mil dólares. Dessa forma, você não será barrado na migração.

Mundial

Você pode contratar este plano para todos os países, com exceção do Brasil e EUA. As coberturas podem ser de 15, 30, 60 ou 120 mil dólares. Agora, bem como no plano EUA, se contratar para viajar a Europa, contrate a cobertura de, no mínimo, 60 mil dólares.

Brasil

Este você contrata, obviamente, em viagens nacionais. Os valores disponíveis de DMH são; 10, 20, 40, 80 e 160 mil reais.

E fica uma dica que é válida para todos os seguros: Os planos nacionais possuem uma restrição geográfica. Geralmente, ele pode ser contratado para viagens a partir de 100 quilômetros do seu município.

Veja um pouco mais sobre o seguro viagem nacional, bem como as razões que você deve contratá-lo. Leia aqui.

Receptivo

Por fim, o plano receptivo. Este é para quem está visitando o Brasil – seja um estrangeiro ou expatriado. O plano do seguro viagem receptivo pode ser contratado com uma DMH de 40 ou 80 mil reais.

Já escolhi o plano, qual valor contratar?

Essa é uma dúvida bem comum ao contratar o seguro viagem, o valor total da cobertura de DMH. Na realidade, não existe uma regra clara. No entanto há indicações.

Na melhor das hipóteses seria sempre optar pela maior possível, mas sabemos que nem sempre é algo viável. Ainda mais considerando os valores que podem chegar.

Portanto, ao contratar, tenha em mente algumas coisas:

Quanto maior o tempo de sua viagem, maior deve ser o valor da cobertura. Isso porque os riscos de algo grave acontecer aumentam.

Seu destino é algum país com o custo de atendimento médico notoriamente caro? (Por exemplo, EUA, Japão, Suiça). Então opte por valores maiores! Pois, ainda mais nos EUA, às vezes 30 mil dólares de cobertura não cobrirão sequer 3 dias de internamento.

Veja mais em como realizar a cotação, aqui.

É possível contratar adicionais

Atualmente, ao contratar o seguro viagem Vital Card, você pode escolher dois adicionais. O primeiro é relacionado a prática esportiva profissional. Veja, esportes à lazer é coberto sem necessidade de adicionais. Mas, caso haja a prática profissional de esporte será necessário contratar este adicional. Este que garante uma cobertura de 10 mil (reais, dólares ou euros, de acordo com a moeda do plano).

Ou seja, qualquer acidente que ocorrer com você durante a competição, será coberto dentro desses 10 mil. Se, durante o período, você tiver algum problema fora da competição, será descontado da cobertura de DMH normal.

Mas, fique atento, não somente no Vital Card, mas em todos os seguros viagens, há uma lista de esporte cobertos. Geralmente os esportes de contato e luta não são cobertos. Para saber exatamente o que é e não, será necessário ver as condições gerais. Falaremos mais sobre abaixo.

Adicional de COVID-19

Jovem mulher loira de máscara com pernas cruzadas usando seu notebook pesquisando sobre seguro viagem covid

Uma coisa que você deve saber antes de contratar qualquer seguro viagem é que problemas causados por causa de uma pandemia são riscos excluídos – veremos mais sobre depois. Mas, na medida em que as seguradoras tiveram os números relacionados aos custos do COVID-19, foi possível criar o adicional para cobrir a doença.

No Vital Card estes adicionais são dois, um sem prorrogação de estadia e outro com prorrogação de estadia. Ambos adicionais cobrem 20 mil (dólares ou euros) de DMH. Ah, em breve também será lançado a cobertura de 30 mil dólares no plano mundial.

O plano sem prorrogação cobre DMH até 20 mil dólares e traslado de corpo em caso de falecimento por COVID-19 (7 mil de cobertura).

Já o plano com prorrogação, chamado de COVID Mais, além de DMH e traslado de corpo, cobre prorrogação de estadia e regresso sanitário. Veja mais sobre estes adicionais em nosso site.

Quando o assunto é uma pandemia, todos os seguros podem ficar um pouco complicados de entender. Mas, para saber tudo sobre o assunto, leia este nosso artigo que trata o porquê eventos como pandemias são exclusões das seguradoras. Veremos também um pouco sobre o assunto mais abaixo.

Contratar o seguro viagem para um grupo

grupo de amigos felizes sobre uma ponte pousando para uma foto

Contratar um seguro viagem para viajar com a galera é, basicamente, a mesma coisa. A diferença é que diversas operadoras do produto oferecem um desconto. O Vital Card, por exemplo, aplica automaticamente um desconto de 20% do 2º ao 6º passageiro. Apenas o primeiro pagará a tarifa integral. E este primeiro passageiro, será obrigatoriamente aquele com a maior tarifa. Por exemplo, o mais velho. Veremos também mais sobre os valores das tarifas abaixo. Ah, e este desconto também é válido para famílias! Se for contratar para crianças, leia um pouco sobre aqui.

Uma outra vantagem no seguro viagem Vital Card é quando o grupo é muito grande, você pode importar uma planilha e exportá-la assim que preencher. Isso facilita muito a vida de pessoas que trabalham no ramo, por exemplo, agentes de viagens. Eles que, muitas vezes, fecham grupos com mais de 30 pessoas ao venderem seus roteiros.

Documentos necessários para contratar o seguro viagem

Ao contrário de diversos outros seguros, contratar o seguro viagem é bem tranquilo. Pois não é necessários procedimentos como, por exemplo, análise de risco. Na hora da contratação serão pedidos apenas alguns dados básicos para você ter sua apólice.

                Os dados geralmente são:

                Nome;

                CPF;

                Endereço completo;

                Telefone;

                Email;

E é isso, esses são os dados pedidos para todos os viajantes. A apólice também, geralmente, é enviada logo após a confirmação de pagamento. No Vital Card, além de enviarmos as apólices contratado, enviamos junto as condições gerais do seguro viagem contratado. As condições gerais são importantes e, na realidade, devem ser lidas antes da contratação. Pois são nelas que é dito o que é e não é coberto.

Quais coberturas contratar no seguro viagem

Quais coberturas contratar ou não; não será um problema no seguro viagem Vital Card. Pois, como já mencionado, todos os planos são completos e possuem as mesmas coberturas. Mas, para não te deixar na mão sem as explicações de cada uma, vamos falar sobre cada uma das coberturas. Você também pode ver mais sobre elas neste artigo.

Obrigatoriedades da SUSEP

Antes, é necessário saber que a SUSEP (superintendência dos seguros privados, órgão regularizador de todos os seguros no Brasil), possui determinações quanto as coberturas dos seguros viagens.

No seguro nacional, ele deve ter obrigatoriamente uma das seguintes coberturas: DMH-O (despesas médico-hospitalares e odontológicas), Traslado de corpo, Regresso sanitários, Traslado médico, Morte em viagem, Morte acidental em viagem e Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem.

Já no seguro internacional, são obrigatórias as seguintes coberturas: DMH-O, Traslado de corpo, Regresso sanitário e Traslado médico.

E um adendo a DMH-O do seguro em viagens ao exterior, devem ser cobertos casos por acidente pessoal ou enfermidade súbita e aguda. Não podendo ser vendido exclusivamente uma cobertura exclusiva de acidentes pessoais.

Você pode ler tudo sobre a obrigatoriedade do seguro nesta página da SUSEP. Há ainda diversas outras normas, especialmente quanto prazo de reembolsos (que também são válidas para todos os seguros). Veremos mais sobre abaixo. É importante você saber sobre essas normativas antes de contratar qualquer proteção.

Despesas médico-hospitalares

Ao contratar um seguro viagem é nisso que todo mundo pensa. Ainda mais nos dias de hoje e, também, com casos bem notórios quanto aos custos de atendimentos médicos em outros países. Sim, EUA, estamos falando de você!

De qualquer forma, a coisa mais importante que você deve saber sobre a DMH é que: o seguro viagem não é seguro saúde!

Este aviso está presente em tudo que é lugar. Pois os problemas de saúde cobertos são aqueles causados por acidentes ou enfermidade súbita e aguda. Por exemplo, se você está em viagem somente para se tratar com um especialista de outro país, não será coberto.

Outra coisa importante de notar é quanto a doenças preexistentes. Elas devem ser obrigatoriamente cobertas, também é norma da SUSEP. Mas, note que, é coberto somente os casos de agravos súbitos da doença. Em outras palavras, se for necessária uma consulta de rotina ou somente de check-up, não será coberto. Além disso, a cobertura de doença preexistentes pode estar em um sublimite. O que isso quer dizer?  Por exemplo, se você contratou uma cobertura de 30 mil dólares de DMH, a de doença preexistente pode ser de 15 mil. Outra vantagem de contratar o Vital Card, é que a cobertura de doenças preexistente é 100% da cobertura DMH.

DMH para gestantes

homem abraçando a mulher grávida em um local gelado, ambos estão vestindo blusa de lã verde e contrataram o seguro viagem

Contratando para você e mais um? Neste caso há algumas poucas restrições. A primeira é referente a quantas semanas de gestação. O limite máximo de gestação gira em torno da 32ª semana. Após isso, não é possível contratar o seguro viagem.

Outra coisa muito importante de saber é que exames, consultas pré-natal, de rotina e partos não são cobertos. Serão cobertas somente situações emergenciais. Para saber mais sobre, leia este artigo.

Por fim, geralmente, o seguro viagem para gestantes é contratado em um sublimite. No Vital Card, por exemplo, você tem 15 mil (de acordo com a moeda do plano) para casos específicos referentes a gestação.

Despesas odontológicas

Como vimos antes, despesas odontológicas também é uma das coberturas obrigatórias, mesmo que em um sublimite. Este limite também costuma ser baixo comparado a DMH, geralmente de 2 mil da moeda do plano. Isso também se deve ao fato que na DO são cobertos somente urgências e emergências odontológicas. As são exclusões comuns, por exemplo, consultas relacionadas a aparelhos.

Outra coisa importante, se você quebrar um dente, será coberto o tratamento para sanar a dor. Já uma prótese só será coberta se for perda de dente natural. Todos os outros tratamentos não serão cobertos.

Custos farmacêuticos

Bem, essa daqui é autoexplicativa. Ele reembolsa os gastos com medicação do segurado. Mas, muita atenção, as medicações cobertas são somente aquelas receitadas por decorrência de acionamento. Em outras palavras, se você comprou um neosaldina para uma dor de cabeça sem prescrição, não será coberto. Bem como, muito importante, não são cobertas medicações de uso contínuo.

Se você quiser saber mais sobre essa cobertura, leia este nosso artigo aqui sobre o assunto.

Regresso sanitário

Essa é uma das outras coberturas obrigatórias do seguro viagem para o exterior. Bem como, em países do tratado de Schengen. Portanto, antes de contratar, verifique se essa cobertura está presente.

Enfim, regresso sanitário é a garantia de retorno em caso de doença ou acidente. Você pode ler tudo sobre ela neste artigo. Mas, explicando-a rapidamente, vamos usar um clássico exemplo:

Se você quebrar uma perna durante, por exemplo, uma excursão e precisar retornar antes por pedido médico, a remarcação de passagem será coberta. Bem como, se necessário, o upgrade na passagem para você viajar com espaço. Em outro caso, por exemplo, em caso de um AVC. Se isto acontecer, quando for indicação médico, é pago até mesmo um enfermeiro para te ajudar a retornar ao país. Para que ele possa aplicar a devida medicação durante o retorno, bem como, manter seu quadro de saúde estável.

Envio de acompanhante

Se estiver viajando sozinho, procure contratar o seguro viagem com esta cobertura. Em caso de internamentos – geralmente de período superior a 7 dias, serão pagos os gastos para enviar um acompanhante. Tanto de passagens, quanto de hospedagem e alimentação até o limite.

Há ainda a cobertura de envio de executivo substituto. Que, a grosso modo, é parecida com a de envio de acompanhante. A diferença é que não há necessidade de 7 dias de internação. Por exemplo, ficou internado e vai perder aquela reunião importante de negócios? Serão reembolsados os gastos para enviar outra pessoa que possa comparecer a reunião.

Essas proteções não são as mais comuns, entretanto, se forem necessários é sempre um alivio tê-las. Se quiser saber sobre todas coberturas possíveis que pode-se contratar no seguro viagem, clique aqui.

Traslado Médico

Essa daqui é a última das coberturas médicas que podem ser contratadas no seguro viagem. Ela também é bem simples, mas muito importante. Digamos que você recebe um atendimento em determinado local, mas este local não possui a infraestrutura necessária para te atender. Nestes casos, por indicação médica, será pago a ambulância para te transferir de hospital. Note que os custos de ambulância podem ser muito, mas muito caros mesmo. Houve casos aqui no seguro viagem Vital Card, que os custos chegaram a 7 mil dólares em Nova Iorque. Esses custos de ambulância envolvem muitas outras coisas além do transporte em cima. Mas o custo dos enfermeiros, medicação e até mesmo os impostos municipais.

A coisa mais importante de se saber sobre traslado médico é que ele não serve para te reembolsar do uber ou táxi até o hospital. Só serão cobertos os casos que forem necessários por recomendação médica. Ou, obviamente, nos casos de emergência. Por exemplo, em um acidente de trânsito. Mas, nestes casos, o valor da ambulância saíra dos custos da DMH.

Traslado de corpo

Falando em traslado, em caso de falecimento em viagem, o seguro contratado realiza o traslado o corpo até o local de sepultamento.

Outras coberturas que você pode contratar

Mão masculina segurando um smartphone com um fundo desfocado

Acima foram, a grosso modo, todas as coberturas médicas que podem-se contratar. Lembre-se que, ao contratar o seguro viagem Vital Card, você terá todas as coberturas acima em um único plano. Com exceção dos adicionais.

Agora, infelizmente, problemas relacionados a saúde (seja por causa de um acidente ou doença), não são os únicos riscos que estamos submetidos quando viajamos. Veremos, então, quais outras podem ser contratadas.

Atraso e extravio de bagagem

Você chegou, mas a bagagem não? Ao contratar o seguro viagem isto não será uma preocupação. Caso sua bagagem atrase por 4 horas ou mais, serão reembolsados os itens de primeira necessidade. Por exemplo, pasta e escova de dentes, roupas apropriadas ao destino. O limite desse reembolso depende do produto contratado, geralmente em torno dos 300 (dólares, euros, etc).

Já no caso de extravio o buraco vai um pouco mais a fundo. Em viagens internacionais, a cia. aérea dá uma bagagem como extraviada até 21 dias depois, viagens nacionais o prazo é de 7 dias. Quando isso ocorre, a cia. aérea te pagará uma indenização sobre o peso da mochila. E já a cobertura de extravio de bagagem te garante um valor extra, podendo ser complementar ou suplementar. Este acaba se tornando outro diferencial do Vital Card, o valor é suplementar ao da companhia aérea. Em outras palavras, além do que a companhia aérea te pagar, aqui também será indenizado outro valor de acordo com o peso. No limite de 1 mil (dólares, euros ou reais). Sendo 25 (dólares ou euros) por quilo, ou 60 reais por quilo.

Leia tudo sobre atraso e extravio de bagagem neste artigo aqui. Nele você também poderá ler sobre seus direitos caso isto ocorra, bem como a forma de proceder.

Atraso de voo

Graças a tecnologia os atrasos de voos diminuíram, ainda assim, acontecem. Se isso ocorrer em território nacional ou em países da EU, o problema é menos severo. Isso se deve ao fato da forte regulação em cima das companhias, que garante ao passageiro diversos direitos. Mas, já em outros países, não é incomum ver os passageiros desamparados quando o voo atrasa. Nestes momentos é que contratar um seguro viagem vale a pena. Pois, com a cobertura para atrasos você será reembolsado em diversos gastos extras. Tais como traslado do aeroporto/hotel, bem como de alimentação.

A cobertura geralmente é liberada após 4 horas de atraso e somente por casos de quebra súbita da aeronave. Para saber exatamente o motivo do atraso, é necessário ir até o guichê da companhia aérea. Quer saber tudo sobre esta cobertura e como proceder? Leia este nosso artigo.

Interrupção de viagem e regresso antecipado

Contratar o seguro é garantia de amparo em diversas situações, até mesmo quando algo ocorre em sua casa. Se, por motivo de força maior, você for obrigado a retornar a sua casa antes do previsto, serão cobertos os custos com a remarcação. Quanto aos motivos de força maior, estão inclusos os seguintes:

Morte, internação hospitalar – nestes tanto do segurado quanto parentes próximos (pais, cônjuge, filhos). Bem como, comparecimento em juízo ou convocação de concurso público ou vestibular.

Os limites e exatamente tudo que é coberto pode ser lido neste nosso artigo.

Cancelamento de viagem

Ao contratar um seguro, você estará amparado antes mesmo de sair de casa. Se, por motivo de força maior (basicamente os mesmos da cobertura acima), você não puder viajar. Serão reembolsados diversos gastos com o cancelamento. Multas passagens, hotéis, atrações turísticas etc.

Ah, e aqui vai mais um diferencial do Vital Card… Como em todos nossos planos há todas as coberturas, somos o único do mercado a possuir a proteção de cancelamento sem necessidade de adicionais.

Se você quiser saber mais sobre os motivos e limites da cobertura, leia sobre aqui.

Contratar indenizações no seguro viagem

Além de todas as coberturas, ao contratar o seguro viagem geralmente se tem acesso a diversas indenizações. Mais notoriamente a indenização por morte acidental em viagem. Mas, além dela, o seguro fornece indenizações em caso de invalidez total por acidente. Os valores dessas indenizações não costumam a ser altos. Principalmente comparados aos do seguro de vida. Mas, caso isso ocorra em viagem, é um amparo extra para seus familiares.

Ao contratar você terá diversas assistências

Por fim, ao realizar a contratação é possível ter acesso a diversas assistências. Estas podem ser utilizadas a qualquer hora e sem custo. Por exemplo, auxílio na transferência de fundos (para ou da conta do segurado), sem custos.

Antes de contratar, fique atento as exclusões e aos seus direitos

Às vezes, um problema pode ser negado. Mas isso geralmente se deve a dois fatos: ou não foram entregues todos os documentos necessários (muito comum). Ou o pedido realmente não estava conforme as cláusulas do produto contratado. Vamos, então, elucidar um pouco o assunto falando sobre exclusões comuns a todos os seguros. Dessa forma, quando contratar, você ficará atento a estes detalhes. Bem como, após este tópico, falaremos sobre seus diretos como segurado. Afinal, seguradoras também podem errar na hora de uma negativa e recorrer não é um bicho de sete-cabeças.

Exclusões comuns

As primeiras exclusões e que estão em muita evidência nos últimos anos é quanto a endemias, epidemias e pandemias. Qualquer evento causado por essas razões, é motivo de exclusão. Por exemplo, seu voo foi cancelado por causa da COVID-19? Não será coberto pelos seguros. Porque isso?

Bem, o princípio de todos os seguros é o mutualismo. Em outras palavras, “um por todos, todos por um”. Todo mundo põe um pouco de seu dinheiro, para proteger o possível prejuízo de um terceiro. Quando ocorre um evento como uma pandemia, não seria somente uma pessoa necessitando do auxílio. Mas, dois, três, trinta, quarenta… Sendo assim, é improvável que as seguradoras tenham coletados prêmios o suficiente pra pagar todos os sinistros decorridos do evento.

Dessa forma, o risco causado por: endemias; epidemias; pandemias; convulsões da natureza (por exemplo, erupções vulcânicas); guerra; terrorismo; acidentes nucleares e dentre outros; é um risco incalculável. Quando todo mundo aciona, as seguradoras não conseguem reestabelecer a ordem financeira de todos os segurados. Pois a sinistralidade aumenta, bem como o valor de cada das contas.

Por fim, todas as exclusões estarão nas condições gerais do produto. Por isso, é de suma importância que você as leia bem antes de contratar.

Rápido glossário

Usamos alguns termos de “segurês” a quais talvez não esteja familiarizado. Mas, não se preocupe, há dois termos que você precisa entender.

Prêmio: aquilo que é pago pelo segurado a seguradora para ter seus bens/patrimônio protegido.

Sinistro: é o acionamento do seguro.

Quer aprender um pouco mais sobre os sinistros nos seguros? Dê uma lida neste artigo da TZ Seguros. Nele você verá a fundo tudo sobre o que fazer quando a conta chega.

Direitos dos segurados

Isso vale a contratar qualquer seguro, não somente o de viagem. Como já mencionado, a parte mais importante é em relação as condições gerais, leia-as!

Agora, outro ponto é quanto ao reembolso (veremos mais sobre os pagamentos de sinistros abaixo). É norma da SUSEP, que as seguradoras possuem um prazo de até 30 dias para pagar ou negar um sinistro. Este prazo é iniciado quando é recebido todos os documentos pertinentes ao caso.

Os documentos necessários variam de acordo com a cobertura, e todos eles podem ser vistos nas condições gerais. Se você contratou através de um corretor ou agente de viagens, ele poderá te ajudar. Mas, geralmente, hoje em dia o processo – especialmente no seguro viagem, é bem rápido e com pouco burocracia.

Sinistro negado, e agora?

Você sempre pode recorrer a decisão da seguradora. Ao fazer, veja certinho se você enviou todos os documentos pertinentes ao caso. Converse também com seu agente de viagens ou corretor de seguros. Eles farão a ponte entre você e a seguradora.

Como funciona utilizar em viagem?

mulher segurando um table enquanto é atendida via telemedicina por uma médica do seguro viagem que ela contratou

Ao contratar pela primeira vez, muita gente fica na dúvida de como utilizar, caso seja necessário. Acionar hoje em dia é muito simples e direto. Veremos, então, como acionar diversas das coberturas do seguro viagem.

Começando em como acionar a DMH-O. A maioria das operadoras possuem uma rede de médicos cadastrados. Você liga no número próprio, ou manda email, ou manda um whats e eles organizam o atendimento.

O atendimento pode ser das seguintes formas: Visita ao hospital/clínica próximo, atendimento em domicílio (o médico vai até você) ou telemedicina. A forma de atendimento depende de alguns fatores, sendo os principais: Disponibilidade do dia, local e, principalmente, sintomas apresentados.

Por fim, a última forma é o método de reembolso, na qual o segurado vai até o médico de sua escolha; recebe o tratamento, faz o pagamento e, com toda a documentação em mão, pede o reembolso. Esse método pode ser necessário de acordo com a disponibilidade do dia. Mas, principalmente, em casos de emergência. Nestes casos, quando não se pode esperar pela organização do atendimento médico, é recomendado que o segurado vá até o médico mais próximo.

Leia tudo sobre como funciona o atendimento médico neste artigo.

Acionar outras coberturas

Ao contratar, se for necessário utilizar as outras coberturas, por exemplo, atraso de bagagem, o método geralmente é por reembolso. Por isso, leia nas condições gerais sobre as documentações necessárias pra ter o reembolso. E lembre-se, nessas horas se a contratação foi realizada através de um agente de viagens ou corretor de seguros, ele poderá te ajudar.

Vale a pena contratar um seguro viagem?

Contratar ou não contratar, eis a questão. A resposta a esta pergunta é bem simples: Sim, você sempre deve contratar o seguro viagem. Mesmo em viagens curtas, ou nacionais. Como você pode ter notado, as coberturas do seguro viagem te protegerão contra diversos problemas. Não somente relacionados a sua saúde.

Vamos falar de preços do seguro viagem

jovem mulher loira e de óculos segurando seu cartão de crédito mexendo no notebook, ela esta prestes a contratar o seguro viagem

Muita gente evita contratar o seguro viagem por causa dos valores. Mas, se comparamos o custo da proteção relacionado aos problemas que eles cobrem, é muito barato. Por exemplo, um dia de internação por intoxicação alimentar nos EUA é mais caro que uma semana inteira na Disney. Sério. Os custos facilmente passam dos 10 mil dólares por dia de internação. Os custos de atendimento médico em outros países, especialmente nos EUA, não é brincadeira.

E sabe qual o custo de contratar o seguro viagem por uma semana inteira?

Com a cobertura de COVID-19, com prorrogação de estadia. Mais 30 mil dólares DMH, o valor pra uma semana é de R$344,76. E olha só, no Vital Card é possível contratar parcelado em até 10x sem juros.  Somente em passagens com destino Orlando, o custo é de R$2500,00. Neste caso, contratar o seguro viagem custa menos de 2% do valor de sua passagem aérea.

Leia mais sobre porque você deve contratar o seguro viagem neste artigo.

O que afeta no preço?

A primeira coisa é referente ao limite da cobertura de DMH. Obviamente, quanto maior ela for, maior o prêmio. O segundo é referente aos dias de viagens, afinal, a cotação é realizada por dia. Cada plano terá seu valor base para o dia, de acordo com o dólar. Por fim, a idade. Contratar o seguro viagem para passageiros da melhor idade sai mais caro.

O que nos leva a um ponto importante: Há limite de idade qual se pode contratar o seguro viagem. No Vital Card o limite é de 85 anos.

Se quiser aprender mais sobre diversas das tecnicalidades deste produto, leia este nosso artigo.

Ok, e quanto as viagens nacionais?

A primeira coisa a se lembrar é que o seu plano de saúde pode não ter cobertura nacional. Portanto, isso na realidade é algo sempre bom de saber sobre. Aí mesmo que você vá visitar os parentes em outra cidade você saberá como proceder em caso de uma urgência.

A segunda e talvez mais importante, existem diversas outras coberturas pra te proteger de diversos riscos, não somente relacionados a sua saúde. Dessa forma, se quiser saber mais sobre porque se deve contratar o seguro viagem no brasil, leia este nosso artigo.

Quando contratar o seguro viagem?

Agora que você sabe da importância de contratar o seguro viagem, falaremos sobre a melhor hora para contratá-lo.

Idealmente contrate-o junto com a compra das passagens aéreas. Pois se algo acontecer que te impeça de viajar, você terá a cobertura de cancelamento. Reduzindo drasticamente seus custos com as remarcações ou multas.

Uma outra vantagem de contratar o seguro viagem o quanto antes pode ser referente ao valor do prêmio. Como o valor dele é cotado referente ao dólar, dependerá do câmbio do dia.

O mais importante é: contrate-o sempre, mas sempre mesmo o quanto antes. E, também, não se pode contratar o seguro quando a viagem já foi iniciada.

Posso contratar o seguro viagem se não vou viajar de avião?

Casal viajando de moto em uma ampla estrada com uma montanha no fundo

Sim, mas pode haver algumas restrições na cobertura do seguro viagem. A primeira e comum a todas as operadoras, ele é válido pra viagens nacionais a partir de 100 quilômetros do município de partida.

Outra coisa, é que não é todo mundo que cobre pra motos. O que é outro diferencial do Vital Card. Viagens de motos são cobertas sem necessidade de adicionais.

Mas, fique muito atento, se estiver viajando com o veículo próprio; em caso de acidente, não serão cobertos danos ao veículo.

Se estiver viajando de ônibus, trem, ou cruzeiro, a cobertura é normal. Há apenas uma diferença quanto ao cruzeiro. Nele é possível que em caso de necessidade de um médico, o atendimento deverá ser realizado somente por reembolso. As armadoras de cruzeiro geralmente não aceitam os seguros. Mas, não se preocupe, estando tudo de acordo com as condições gerais todo o valor será reembolsado.

Porque contratar o seguro viagem Vital Card?

Durante o texto apresentamos um pouco do Vital Card. Neste curto trecho, então, falaremos e reveremos alguns diferenciais.

A principal delas é quanto a simplicidade do produto. Basta escolher o valor da cobertura de DMH e pronto, você terá um plano completo que não te deixará na mão na hora que mais precisa.

Outro ponto importante é referente as coberturas por evento e independente. Isso significa que, cada evento é tratado como um caso separado. Por exemplo, com muito azar você teve uma gripe e torceu um pé. Como estes são problemas diferentes, o valor da DMH será de 100% para cada um desses problemas.

Há ainda diversas outras vantagens de se contratar o Vital Card, além das que foram apresentadas neste artigo. Você poder ver mais sobre em nosso folder digital, ou neste artigo.

Finalizando

Esperamos que este artigo sobre como contratar o seguro viagem tenha sido útil e tirado todas as suas dúvidas. Se ficou alguma, deixe um comentário!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

You may also like

Leia mais